Como se Preparar para o Algoritmo do Instagram

Na terça-feira, 15 de Março, o Instagram anunciou que, em breve e tal como já acontece no Facebook, o conteúdo mais relevante será apresentado primeiro, colocando um ponto final na habitual ordem cronológica.

E os utilizadores enfureceram:

Algoritmo do Instagram

Como marketers, temos a tendência de ficar em êxtase com mudanças como esta – mas, desta vez, não devemos ficar surpresos nem chateados.

Primeiro estranha-se, depois entranha-se

A introdução de um algoritmo ao feed de notícias não é a primeira vez que acontece. Já em 2009, o Facebook adoptou esta estratégia. O Twitter adicionou, no início do ano, como uma funcionalidade opcional. E toda a gente se assustou e enfureceu com ambas. Mas o mundo continuou a girar.

Dito isto, esta alteração irá de facto mudar algumas coisas, principalmente a forma como nós marketers utilizamos esta rede.  E, por isso mesmo, hoje partilho algumas dicas que aprendi com esta mudança nas outras redes.

Interação vs. Vendas

Com estas actualizações do algoritmo, o conteúdo em que as pessoas “estariam mais interessadas” é apresentado em primeiro lugar. Isto significa que os utilizadores que interagem regularmente com os seus conteúdos são também os que os vão ver mais vezes. Isto poderá manter a sua marca no “top-of-mind” das pessoas que já estão interessadas nela.

Uma vez que o Instagram e outros serviços de terceiros, como o LIKEtoKNOW.it, facilitam a conexão a pontos de venda através da rede,  isto poderá significar que os utilizadores que interagem com os seus conteúdos, têm uma maior probabilidade de comprar os seus produtos.

A Qualidade é a Chave

Quando o Facebook atualizou o seu algoritmo em 2013, a rede passou a penalizar as páginas que “pediam gostos” – em oposição às que publicam conteúdos relevantes e envolventes.

E este será, muito provavelmente, também um dos fatores do Instagram. Concentre-se em criar conteúdos com que as pessoas queriam interagir – em vez de lhes ter de pedir que o façam.

Relacione-se com a sua comunidade

Assim como no Facebook, existem boas probabilidades de que as relações entre os utilizadores terão um impacto sobre o conteúdo que aparece em primeiro lugar no feed de notícias. O número de seguidores não será , com certeza, o único factor relevante em termos de audiência.

Como marca, deverá desenvolver uma estratégia de seguidores para garantir que os utilizadores certos (o seu público-alvo) têm a maior probabilidade de ver o seu conteúdo.

Adopte uma Estratégia de Publicidade

Como o que já temos vindo a ver nas outras redes, é muito provável que esta alteração vá impactar o alcance orgânico das nossas publicações. Isto significa que deverá incorporar uma estratégia de publicidade (a par de uma estratégia orgânica) no Instagram.

Ambas as estratégias (paga e orgânicas) estão a ficar cada vez mais interligadas e, se não integra ambas na sua estratégia, está a perder inúmeras oportunidades.

Priorize a sua Estratégia de Influenciadores

O Marketing de Influenciadores (Influencer Marketing) está a tornar-se um dos principais componentes no Instagram – e esta alteração só irá aumentar a sua importância. Os influenciadores irão provavelmente alcançar um melhor ranking no feed dos utilizadores, uma vez que estes estão a criar interação entre grupos de utilizadores com características semelhantes.

Se já utiliza o Instagram como ferramenta de marketing é muito provável que esta mudança tenha algum impacto para si. Mas, e felizmente, não é o fim do mundo.

Se se concentrar na criação de conteúdos para o seu público-alvo, as mudanças em termos tácticos vão ser menos assustadoras. Acompanhe o que as marcas que mais gosta de seguir e tente identificar que mudanças estratégicas as mesmas estão a fazer – e tente aprender com as mesmas.