Redes Sociais para Relações Públicas

Este artigo foi publicado originalmente no blog da Oakreative.

Costuma enviar comunicados de imprensa para os Órgãos de Comunicação Social (OCS) e fica à espera que escrevam algum artigo sobre a sua empresa?

Gostaria de saber como é que pode integrar as redes sociais com as Relações Públicas (RP)? Em vez de ficar à espera que os OCS escrevam a sua história e a divulguem, opte por partilhar essas histórias através das redes sociais.

Como usar as Redes Sociais para Relações Públicas

As redes sociais não são usadas apenas para entretenimento, mas sim como redes de relacionamentos entre as empresas e os seus clientes. Em uma altura de muita interação, as empresas devem adotar uma postura ética e de responsabilidade!

O que muda nas RP neste novo cenário?

  • Velocidade – o conteúdo pode ser replicado milhares de vezes em poucos minutos;
  • Alcance – o conteúdo pode ir muito além dos limites geográficos;
  • Memória – o conteúdos ficará para sempre catalogado no site da empresa, nas redes sociais e mesmo nas pesquisas do google.

Siga ainda as 4 estratégias de redes sociais em baixo para apoiar e reforçar as suas Relações Públicas.

1. Partilhe os seus comunicados de imprensa nas redes sociais

Sempre que escrever um comunicado de imprensa, deve encontrar a maneira ideal de apoiar e ampliar a mensagem através da partilha nas redes sociais. Tenha em mente que os jornalistas dependem fortemente do Twitter, Facebook e outras plataformas como fonte de investigação e de recolha de informação.

Quando partilha a sua história nas redes sociais, vai diretamente ao encontro deles, em vez de lhes entupir a caixa de emails.

Exemplo: Uma história sobre uma campanha de caridade que a sua empresa fez – pode fazer um vídeo sobre o trabalho que envolveu os colaboradores para o seu canal do YouTube, partilhar um infográfico com os dados referentes à campanha, escrever um artigo no blog e partilhar no Facebook, Twitter (e em todas as outras redes sociais em que esteja presente).

2. Partilhe de casos de estudo nas redes sociais

A maioria das equipas de Relações Públicas criam casos de estudo de clientes para destacar sucessos e construir credibilidade para a empresa.

Como a maioria das pessoas não estão dispostas a investir o seu tempo a ler artigos muito extensos, em vez de partilhar o caso de estudo completo nas redes sociais, escolha os principais factos da história de sucesso do cliente e dê-lhes maior destaque, apoiando esses estudos com um elemento visual (imagem, infográfico, apresentação, vídeo ou outro).

Muitas histórias são realmente mais poderosas quando contadas através das redes sociais. A próxima vez que recolher depoimentos de clientes e escrever casos de estudo, pode optar por gravar as entrevistas e partilhar os vídeos no YouTube, Twitter e/ou Facebook. Pode fazer ainda um infográfico onde partilha os dados mais importantes do estudo de caso e depois partilhá-lo no Pinterest, Facebook e/ou Instagram.

Para aumentar o alcance da sua história, escreva um artigo que resuma o estudo de caso: o problema do cliente, a solução que a sua empresa encontrou para colmatar esse problema e os benefícios/resultados da solução para o cliente. Estes artigos mais curtos são excelentes oportunidades para chegar a um público mais amplo, especialmente se o quiser partilhar no LinkedIn.

3. Publique ativamente no LinkedIn

O LinkedIn é uma excelente plataforma para a construção de confiança junto dos principais interessados no mercado onde a sua empresa se insere, pois é a plataforma líder das redes sociais para o networking profissional. Uma vez que agora oferece uma plataforma de publicação, pode começar a partilhar conteúdo de forma rápida, sabendo sempre que está a alcançar o público certo.

Dica: Pode desenvolver conteúdos especificamente para o LinkedIn ou fazer uma republicação do seu blog. Clique aqui para saber como publicar no LinkedIn

4. Seja especialista em tempo real

As redes sociais oferecem ainda a possibilidade de fazer comentários especializados e focados, criando um impacto imediato no seu público. Se ficar à espera de um comunicado de imprensa para obter informações sobre um determinado tema, é provável que perca boas oportunidades.

Exemplo: Há uma notícia de última hora sobre números de cartões de crédito que foram roubados online e várias empresas de segurança reagem rapidamente em todas as frentes sociais. Se a sua empresa oferece soluções na área de fraude bancária online, pode ser uma das empresas a ajudar as pessoas a entenderem a situação, a oferecer conselhos, posicionando-se assim como especialista, e chamando a atenção para os seus produtos e/ou serviços nessa área.

Dica: Avalie cada oportunidade que surgir e tenha sempre um plano em prática para quando e como reagir a determinadas situações. No caso de notícias de última hora, proceda sempre com cuidado para garantir que está a acrescentar valor à conversa. Veja neste artigo como criar um plano de crise para as redes sociais.

Conclusão

Se a sua empresa continua a adotar táticas de Relações Públicas tradicionais, está na hora de dar uma nova vida aos seus esforços. Quando se concentrar em uma abordagem mais social, vai ser capaz de perceber que a sua mensagem vai ser comunicada diretamente aos seus stakeholders sem precisar de intermediários.

Além disso, vai ainda ter a possibilidade de se conectar com os OCS e com bloggers especializados, que usam agora estas plataformas para estarem informados e atualizados sobre todos os temas e empresas.

O que acha? Que táticas de Relações Públicas tradicionais ainda usa? Como tem usado as redes sociais para melhorar essas táticas? Partilhe connosco as suas ideias e feedback.

Créditos da Imagem:Darren Draper

4 Estratégias de Redes Sociais para Relações Públicas

por Filipa Almeida tempo: 4 min
0