Como criar um relatório de redes sociais

Este artigo pode conter link afiliados. Saiba mais aqui.

À medida que o investimento em redes sociais vai aumentando, as empresas querem ter a certeza que recebem um ROI positivo.

Se é responsável pelas redes sociais de uma marca, pode se sentir um pouco pressionado para apresentar (bons) resultados  – e não está sozinho. 

Talvez o seu chefe ou cliente queira saber se o investimento está a valer a pena? Ou talvez a sua equipa queira ter a certeza de que está a seguir o caminho certo?

Criar um relatório de redes sociais simples, fácil de compreender, mas com uma visão global exacta da performance da sua marca nas redes sociais é a chave para provar o valor do seu plano de social media.

Um bom relatório de redes sociais pode também ajudar a orientar as suas ações à medida que incorpora melhorias na gestão diária das suas redes sociais. 

O desafio? Apresentar os seus resultados de uma forma que faça sentido para todos os intervenientes.

O que é um relatório de redes sociais

O principal objetivo de um relatório de redes sociais é melhorar o seu trabalho no dia-a-dia, pois vai ajudá-lo a compreender o impacte das ações e estratégias que vai implementando ao longo do tempo. 

Este relatório deve mostrar os principais resultados e ações que uma marca específica desenvolveu em determinado período de tempo.

Porque é importante criar relatórios de redes sociais

Pode parecer uma tarefa aborrecida, mas um relatório de redes sociais é importante porque:

  • Valoriza o seu trabalho. Se não monitorizar o seu trabalho, não vai saber se a sua estratégia de redes sociais está ou não a funcionar.
  • Permite que os seus clientes ou chefe vejam a evolução das suas redes sociais.
  • Permite analisar se os resultados obtidos ajudaram a atingir os objetivos definidos inicialmente (seja por si ou pelo chefe/cliente).
  • Para medir o ROI.
  • Permite ir fazendo ajustes às suas táticas e ações.

Fatores a ter em conta antes de criar um relatório de redes sociais 

Antes de pensar na estrutura do seu relatório de redes sociais, é importante que defina:

Quais as métricas mais importantes para si

Um relatório de redes sociais não é nada mais do que um conjunto de dados e estatísticas. Mas que dados e estatísticas deve ter? E porquê?

A resposta é: depende. Depende da sua estratégia e objetivos específicos para as redes sociais.

No artigo sobre como fazer uma auditoria às redes sociais disponibilizei um template para a definição de objetivos e KPIs, assim como exemplos de métricas que pode analisar.

Deixo aqui uma breve explicação de algumas das métricas que deve apresentar no seu relatório de redes sociais:

  • Novos seguidores: o número de seguidores nas redes sociais não é a métrica mais importante, mas é um número que deve esforçar-se para aumentar.
  • Alcance: o número de pessoas que viram os seus conteúdos. Aumentar o seu alcance deve traduzir-se na expansão do seu público. Mas, atenção à diferença entre alcance e impressões.
  • Interação: Partilhas, comentários e gostos são moedas valiosas nas redes sociais. Aumentar a interação prova que está a publicar conteúdos que as pessoas gostam de ver.
  • Cliques: Tal como a interação, mostra-nos o quão os nossos conteúdos são relevantes. Podem ser cliques em links ou outros, incluindo cliques nos conteúdos ou para realizar ações específicas, como por exemplo, cliques em CTA nos anúncios.
  • Publicações: Quanto conteúdo foi publicado? Quais foram as publicações com mais ou menos interação? Se encontrar uma correlação entre o número de publicações e a interação, vai estar mais propenso a aumentar a produção de conteúdos. 
  • Tráfego: Quando mais tráfego gerar das redes sociais para o seu website, melhor. Consegue medir isso facilmente com o Google Analytics e no artigo sobre como fazer uma auditoria às redes sociais explico como.
  • Conversões: Esta é a métrica mais importante a analisar, se pretender avaliar o ROI das suas redes sociais. Pode criar objetivos de conversão no Google Analytics ou analisar o desempenho dos seus anúncios nas redes sociais.  

Acompanhar diferentes métricas e KPIs vai permitir-lhe ter uma visão mais integral e geral da presença da sua marca nas redes sociais, do que se analisar apenas uma métrica.

Qual o período de tempo que quer reportar?

Depois de definir que métricas analisar, deve determinar o período de tempo de análise dos seus relatórios.

Todas as redes sociais nos dão estatísticas nativas com base em intervalos específicos de datas. 

Geralmente, os relatórios de redes sociais são produzidos:

  • Semanalmente;
  • Mensalmente;
  • Trimestralmente;
  • Do início ao fim da campanha.

Se, por um lado, os relatórios trimestrais nos permitem recolher uma amostra maior de dados e analisar tendências a longo prazo, os relatório mensais permitem-nos ajustar com maior regularidade as nossas ações e estratégias.

Na Social Ninjas, agência de marketing da qual sou co-fundadora, criamos 3 tipos de relatórios:

  • Semanais: estes relatórios são usados, essencialmente, internamente em brainstormings da equipa. 
  • Mensais/Trimestrais: estes relatórios são enviados para o respectivo cliente, consoante o acordo definido na prestação de serviços.
  • Anuais: No início de cada ano, é feito um relatório onde o cliente pode ver a evolução da marca ao longo do ano anterior.

Como é que vai acompanhar o seu progresso?

Podem existir diversas diferenças na forma como acompanhamos o progresso. Por exemplo, é mais importante para si ver como está a sua marca hoje ou como cresceu durante um intervalo de tempo?

  • Visão instantânea: uma visão geral dos números para determinado período de tempo, sem comparação histórica com os períodos anteriores;
  • Período a período: uma comparação de estatísticas para determinado intervalo de tempo, apresentando a comparação das estatísticas com o período ou ano anterior.

A estrutura do relatório de redes sociais

Um relatório de redes sociais pode ter qualquer forma, desde uma folha de excel com números brutos até uma apresentação cheia de análises e conclusões – tudo depende do propósito do seu relatório.

Quando estiver a decidir o que incluir no seu relatório, responda às seguintes questões:

  • Para quem está a desenvolver o relatório?
  • Está a apresentar os resultados correntes ou de uma campanha específica?
  • Quais as informações mais relevantes neste contexto?

As suas respostas vão ajudá-lo a estruturar o seu documento, mas deixo-lhe aqui uma possível estrutura para o ajudar a começar – ajuste as seções e personalize o relatório para garantir que vai ao encontro das suas necessidades e de quem o irá ver.

Sumário

Comece o seu relatório com um resumo rápido dos objetivos que pretendia alcançar, das estratégias e táticas implementadas e das métricas que serão analisadas. Isto irá contextualizar os seus leitores do que poderão esperar do restante relatório. 

Métricas principais

A seguir, apresente um resumo rápido do desempenho da sua campanha (ou desempenho do período em análise, se for um relatório regular). Esta deve ser apenas uma visão geral dos resultados mais importantes.

Métricas individuais

Nesta seção, tudo o que importa são os números. 

Para dar algum contexto a quem ler o relatório, é uma boa ideia apresentar alguns resultados anteriores ou, pelo menos, taxas de crescimento. 

Se estiver a criar um relatório de uma campanha, procure uma campanha anterior semelhante para poder comparar o que alcançou nesta.

Se estiver a fazer um relatório regular, acompanhe os seus resultados em comparação com o mesmo período de tempo anterior para poder ver as tendências de crescimento (ou decrescimento).

Como já referi em cima, os dados específicos que pretende incluir no seu relatório de redes sociais dependem dos objetivos e métricas que definiu, mas deixo aqui alguns dos dados mais comuns para incluir no relatório de cada rede social:

  • Análise do público:
    • Número de seguidores líquidos (ganhos vs. perdidos e orgânicos vs. pagos);
    • Número de visualizações da página / perfil;
    • Demografia dos fãs (género, idade, idioma e localização);
  • Análise das publicações e da página:
    • Número de publicações;
    • Alcance das publicações;
    • Interação (gostos/reações, comentários, partilhas/retweets e mensagens); 
    • Número de cliques (nos links das publicações, nas fotografias e nos vídeos);
    • Número de visualizações das histórias;
    • Número de visualizações dos vídeos;
    • Melhor dia e horário para publicar;
    • Melhor tipo de conteúdo (fotografia, vídeo, estado, link, carrossel, história);
    • Publicações com melhor desempenho.
  • Análise à notoriedade:
    • Número de publicações com menção à marca, hashtags ou localização.

Caso a caso, pode ainda incluir os seguintes dados:

  • Número de leads geradas;
  • Número de conversões;
  • Receita total obtida;
  • Investimento em publicidade nas redes sociais.

Obviamente existem muito outros dados que podem ser relevantes para os seus objetivos.Para uma análise completa de todos os dados que pode incluir no seu relatório de redes sociais, veja o meu artigo sobre como fazer uma auditoria às redes sociais.

Outros destaques

Por vezes, os números não representam na totalidade os resultados de uma campanha.

Talvez tenha estabelecido algum contacto com um influenciador pela primeira vez. Ou talvez tenham sido partilhados outros conteúdos interessantes de fãs que vai poder utilizar em futuras campanhas.

Guarde um espaço no seu relatório para descrever todos os sucessos relevantes para alcançar os seus objetivos.

Análise

É aqui que deixamos de simplesmente apresentar números e passamos a analisar o que é que os dados realmente significam

Por exemplo, em vez de simplesmente apresentar o número total de interações, convém analisar o número de interações por publicação ou por utilizador (é completamente diferente receber 1000 interações numa página com 2.000 seguidores, do que numa com 10.000 ou 100.000).

E, em vez de simplesmente apresentar o número de cliques para o website, convém analisar quanto do tráfego total do website é proveniente das redes sociais. 

Por isso mesmo, deve contextualizar comparando os seus resultados com campanhas anteriores.

Analise os seus dados para identificar porque é que obteve determinados resultados. Tenho a certeza de que irá encontrar factos interessantes, mas as razões por detrás dos dados são o que realmente o podem ajudar a ajustar a sua estratégia e a definir objetivos e metas significativos para as redes sociais da sua marca.

Conclusão

Termine o seu relatório resumindo o que aprendeu (conclusões) e como essas lições o ajudarão a orientar a sua estratégia no futuro (próximos passos).

Assim de repente, o relatório de redes sociais pode parecer um exercício de revisão, mas é de facto sobre ação. 

Para concluir o seu relatório, precisa indicar aos seus leitores o que fará em seguida com base no que aprendeu (pense em objetivos SMART).  

Invista mais em publicidade. Publique mais conteúdos gerados pelos utilizadores. Partilhe mais vídeos. Crie histórias. As escolhas são infinitas e os seus dados podem ajudá-lo a decidir que caminho seguir.

E, como em tudo, não são precisas muitas palavras para transmitir a informação principal. Frases curtas em forma de tópicos é suficiente. Se alguém ainda ficar com dúvidas, pode sempre perguntar. 

Dicas para a criação do relatório de redes sociais

Simplifique

O seu relatório deve ser simples e fácil de acompanhar. Não é necessário exagerar nas formatações ou em detalhes desnecessários. Deixe que sejam os números a contar a história.

Foque-se nos objetivos definidos

As redes sociais podem ajudar a aumentar a notoriedade, vendas, leads e interação – e não só. Foque-se nos KPIs e métricas mais importantes para a sua empresa. Não refira estatísticas adicionais, a não ser que note um grande pico ou algo que mereça ser mencionado.

Nota: pode analisar todas as métricas do mundo (e olhe que são imensas!), mas elas significam muito pouco sem qualquer contexto. 

Conheça a sua audiência

Como já referi, é importante adaptarmos o relatório à pessoa que o vai ler. O relatório é para o seu chefe, equipa, administração, cliente?  

Pode ser necessário fazer vários relatórios para satisfazer as necessidades de todos os públicos. 

Concentre-se no que é importante para cada público, em vez de os obrigar a ver o que lhe interessa: 

  • Se o relatório é para a sua equipa, pode incluir jargão da indústria e entrar em detalhes mais específicos sobre a campanha – O que é que funcionou melhor? E pior? 
  • Quanto mais sobe na hierarquia da empresa, mas conciso deve ser o relatório. Descubra o que é importante para os seus chefes/cliente e concentre-se nesses números e fatos (métricas financeiras e de conversões funcionam sempre bem). 

Independentemente da audiência, garanta que inclui contexto suficiente para que a informação esteja disponível e seja fácil de compreender no futuro.

Torne os seus dados visuais

Se quer que seus relatórios brilhem, vai ter de fazer mais do que apresentar apenas números.

Representar visualmente os seus dados e tópicos principais é um bom ponto de partida e facilita a leitura do relatório:

  • Use gráficos, com esquemas de cores diferentes;
  • Identifique picos em determinadas métricas com outras cores;
  • Apresente exemplos das suas melhores publicações e histórias com printscreens.

Use o formato PowerPoint (ou semelhante) para tornar as informações mais visuais.

Templates para a criação de relatórios de redes sociais

Se não utiliza uma ferramenta de gestão de redes sociais com a funcionalidade de reporting, pode utilizar o meu template de auditoria às redes sociais para recolher os seus dados e, depois, criar o seu template ou usar um dos em baixo para criar o seu relatório. Escolha um e adapte-o às suas necessidades:

Ferramentas para criação de relatórios de redes sociais

Pode ainda utilizar ferramentas de gestão de redes sociais com funcionalidades de reporting como o Agorapulse ou o Swonkie.

Já costuma criar relatórios de redes sociais? Quais os principais pontos que costuma ter em atenção? E a que dados dá mais destaque? Partilhe nos comentários.

Resumo do artigo

O que é um relatório de redes sociais?

Relatório das atividades de uma marca nas redes sociais. Deve mostrar os principais resultados e ações que uma marca específica desenvolveu em determinado período de tempo.

Qual a importância do relatório de redes sociais?

– Valorizar o nosso trabalho;
– Analisar se os resultados obtidos ajudaram a atingir os objetivos definidos;
– Medir o ROI;
– Fazer ajustes às táticas e ações.

Qual é a estrutura do relatório de redes sociais?

– Sumário;
– Métricas principais;
– Métricas individuais;
– Outros destaques;
– Análise;
– Conclusão.